Serei a única a pensar assim?

20/07/2010

No fim-de-semana passado conheci um colega do meu namorado que nunca me tinha sido apresentado. O moço é giro, sim, muito giro, alto, de corpo bem feito e de sorriso fácil e bonito. Mas foi impossível não reparar num pormenor que deitou abaixo logo a boa primeira impressão: tinha um hálito terrível. Até podia ser uma coisa esporádica, mas cá para mim homens com hálito assim deixam-me com vontade de fugir.
Para bem da namorada dele quero pensar que foi uma coisinha pontual, que ele comeu qualquer coisa e que não teve tempo de lavar os dentes. Se for assim, passa. Mas aqueles indivíduos que têm permanentemente um hálito que tresanda, eu dispenso (e fujo) imediatamente.

10 comentários:

Lua Escondida* disse...

LOOL
Se ele não tivesse um hálito horrivel aposto que me mandavas mensagem a dizer que tinhas conhecido o homem da minha vida! :)
[só porque já não dizes há muito tempo]

Gelatina de morango disse...

O meu ex namorado também tinha um amigo que era assim (mas até acho que era mais cheiro a transpiração), e que namorava com uma amiga dele também, e ele comentava comigo que não sabia como é que a rapariga aguentava. Deus me livre!

Ana disse...

Olá!
Concordo completamente contigo!
Não suporto!! E para quem isso é um problema, por mais que lavem os dentes, sempre há pastilhas de mentol!
Beijinhos

C'est la vie disse...

Às vezes não tem culpa... para mal deles.

Marta Inês disse...

É mesmo horrível, mas ás vezes calha.
Quando o meu namorado tem mau hálito, ralho com ele e não lhe dou beijos até ele lavar os dentes ou fazer qualquer coisa que desapareça com aquele hálito.

beijinhos*

Gato das Botas disse...

Nokas,

Essa +e a grande vantagem dos blogues. Pode ler-se sem aturar o hálito dos outros hehehe

BUBBLES disse...

Não, não és a única. Isso é mesmo chato... Blhac!

Olhos Dourados disse...

POdes crer, que horror!

Olhos Dourados disse...

POdes crer, que horror!

Vera disse...

É horrível, mas o pobre coitado pode não ter culpa! Pode ser alguma coisa passageira.