É só pegar numa caneta. E escrever. Escrever. Escrever.

13/08/2010

Imagem daqui*


Gosto de receber e escrever cartas. Estamos sem dúvida no tempo dos e-mails e das SMS, e afins. Mas não há nada como escrever uma carta, sem limite de palavras, folhas e sentimentos. É pegar numa caneta e num papel em vez de estar em frente ao ecrã do computador ou do telemóvel. É ir aos CTT e a funcionária dizer qualquer coisa como “Ainda bem que há pessoas que não esqueceram o bom velho hábito de escrever cartas”.
Por isso, escrevam cartas. Ao namorado, às amigas, aos avós, aos primos, ao Primeiro-ministro se for preciso. Escrevam o que pensam, o que sentem falta, o que desejam.

[qual foi a carta que mais gostaram de receber até hoje?]

15 comentários:

Lua Escondida* disse...

Eu gostei de todas sem excepção. Das cartas que vocês me escreveram antes de ir para Barcelona, os postais que recebi, até os bilhetes que eu fui guardando! Adooro, adooro!

[e sabes que também gosto de escrever cartas, não sabes?]

S* disse...

Uma do meu primeiro namorado. Antes sequer de nos conhecermos fisicamente, enviou-me uma carta no meu aniversário linda e com um colar de presente.

Mikas disse...

Acho que gostei de todas e tenho saudades de escrever, apesar de não gostar da minha letra.

Beijinhos *

Bahzinha @ disse...

Eu ainda escrevo muitas mas apenas para o namorado. E entrego pessoalmente :)

Ana disse...

Olá!
Ainda recentemente recebi uma carta mas já não escrevo há imenso tempo :(
Quando o meu irmão saiu de Coimbra veio viver para a minha terra, tinha eu uns 15 anos e ele 14, escrevíamos-nos todas as semanas!!:) Foram as cartas que gostei mais de receber até hoje!! Era uma espécie de diário semanal que trocávamos!!:)
Beijinhos

'Mimi disse...

Eu adorei todas, sobretudo aquelas em que a minha prima, 3 anos mais velha, me falava dos seus namorados :P

aos 12 anos isto é marcante :)

Mary Jane disse...

Eu escrevia na escola primária às minhas amigas durante as férias grandes. Agora, rendo-me, sem dúvida, à comodidade do e-mail. Quanto à pergunta, eu não consigo escolher uma carta. Adoro todas as que trocava com a minha amiga M..

Sôzinha disse...

Já nem me lembro da última carta que escrevi (é uma vergonha, eu sei).
Quanto à carta que mais gostei de receber não sei precisar, pois gostei de várias. Gostava muito das cartas que o meu pai me escrevia quando ia trabalhar para fora. Costumava escrever todas as semanas e eu contava os dias que faltavam até receber outra carta dele! Era uma maneira de ir matando algumas saudades dele...

Vera disse...

Ultimamente, todas as que escrevo tenho entregue em mãos. Apesar de gostar muito de escrever e receber, regra geral o email é muito mais prático, rápido e eficaz.

A que mais gostei de receber? Um postal especial.

Bruno Luis Rodrigues disse...

Um postal de boas festas da família Cavaco Silva ou do nosso 1.ºM.

a Gaja disse...

Eu não escrevo cartas dessa à anos, apenas a nível profissional é que continua a escrever. Nas férias era por carta que falava com as minhas amigas e era giro ir à caixa do correio buscar a carta para saber das novidades.

klau* disse...

Lembras-te das que escreviamos uma à outra? Ainda as tenho todas!

Girl in the Clouds disse...

Há quanto tempo não escrevo uma carta!!

BUBBLES disse...

Ainda escrevo muito e muita coisa de papel e caneta. E gosto muito.

Lila* disse...

:)

Bem...eu acho que vou escrever sempre cartas e muitos bilhetes e coisas assim...

Em regra geral eu gosto imenso de tudo o que ele me escreve:) mas o melhor de todos foi um postal no natal em que tanto eu como ele escolhemos a mm fotografia para o fundo...eu entreguei lhe uma carta com uma foto e ele tb:) e foi inesperado e giro:)