"Uma noite entro em tua casa pela janela do quarto" - ontem foi a noite em que ele entrou em minha casa mas pela janela da casa de banho.

31/10/2010

Sábado à noite: os meus pais saiem para ir tomar café. Eu saio passado um pouco com o namorado. Vou à Rota do Chá matar saudades numa noite de chuva. Toca o telemóvel, era a minha mãe a perguntar se tinha levado a chave. Queriam entrar em casa e a porta de dentro da cozinha estava fechada à chave. Não estava a perceber muito bem o cenário. Depois fez-se luz: fechei à chave a porta da cozinha (nem sequer me lembro disso) e saí pela outra porta e bati-a com a chave por dentro. Resumindo: ninguém conseguia entrar em minha casa ontem à noite porque as duas entradas estavam fechadas com chave por dentro. E quem era a culpada? Eu.
Pronto, depois do sermão inicial dos pais (“andas sempre com a cabeça no ar”), eu já estava a imaginar qual o vidro que havia de se partir para entrar dentro de casa. Se da sala, se da cozinha, se da casa de banho. Mas surgiu outro plano: munidos de chave de fendas conseguiu-se abrir a janela da casa de banho, ao melhor estilo de assaltantes caseiros. Quem havia de saltar lá para dentro? Eu estava com um mini vestido. A pessoa mais leve a seguir a mim era o meu namorado. Pois bem, toca a saltar lá para dentro. 

Por isso e em jeito de frase Nicola, pode-se dizer: 
Uma noite entro em tua casa pela janela da casa de banho. 
Ontem foi a noite.  


4 comentários:

Mary Jane disse...

Que aventura gira!

Pimpinela disse...

ehehe! Teve piada! :D

Nokas disse...

Tiveste sorte!! O meu vizinho teve que chamar os bombeiros!! :)

...Ju... disse...

que giro! :P