Espero que nenhuma criança leia este post

14/12/2010


Quando era miúda, e à semelhança do que acontece com a maioria das crianças actualmente acreditava no Pai Natal. Lembro-me bem de na escola primária algumas colegas dizerem que o Pai Natal era uma treta, eu discordava totalmente, os meus pais não me iam mentir. Se eles diziam que era ele que trazia as prendas, eu acreditava. E ainda por cima ele ia lá a casa na véspera de Natal entregar os presentes (mais tarde percebi que era o meu padrinho).
Mas uma pessoa ouve tanta gente a dizer que não existe, que começa a desconfiar. E como tive eu a certeza? Todos os anos fazia a minha carta ao Pai Natal e um desenho. Achava que o meu Pai Natal ia ser mais amigo se gostasse do meu desenho. Até que num dos Natais, descobri o desenho que eu tinha feito para o homem das barbas branquinhas numa gaveta da minha mãe, já tinha passado o Natal há uma semana e o desenho lá estava. Pronto, desfez-se as dúvidas :(
E vocês como descobriram que afinal o Pai Natal está na casa convosco todos os dias?

10 comentários:

Gelatina de morango disse...

Eu só posso concluir que a minha descoberta não foi nada traumatizante porque não me lembro de todo como é que aconteceu.

S* disse...

Oh... pois... foi uma descoberta meia chatinha. :D mas tem de se descobrir sempre!

Eu reparei que o pai natal usava a camisola da minha tia...

...Ju... disse...

a catequista "avisou-nos" no dia 24...

foi uma choradeira pegada em miudos de 5/6anos!

Nokas disse...

Fiquei tão triste quando descobri!! É que vi a minha tia a colocar a minha boneca debaixo da árvore...

Bunyssa* disse...

Eu descobri tarde e nunca perdi o espírito. Mesmo depois de descobrir continuei a escrever cartas ao Pai Natal. Sempre tentei manter a tradição.
E descobri tarde porque cá em casa só abrimos os presentes dia 25 de manhã. Porque o Pai Natal sempre passou cá em casa durante a noite, quando já todos dormiam...! :))

E descobri na escola, com os meus amigos a dizerem que não havia Pai Natal e que eram os pais que davam as prendas. A minha resposta era sempre a mesma "não sei como é em vossa casa mas na minha é diferente!". E dizia sempre isso, mesmo depois de ter a certeza da realidade.

Por falar nisso, ainda tenho de fazer a minha carta! eheheh :)

Bailarina disse...

Eu foi, porque uma vez a minha avó disse que por eu me ter pedido muiras prendas nos anos o Pai Natal, naquele ano me ía trazer uma prenda pequenina e trouxe... Atão eu encostei toda a gente à parede na noite de Natal... Dizem, que chorei baba e ranho!!

Anónimo disse...

"...Cá em casa enquanto houver Espirito de Natal, também há Pai Natal..."
Que nunca percamos o Sentido de Natal!
Feliz Natal para Todos.

achibi.design disse...

Eu perdi o encanto qd uma vizinha do prédio em frente me disse que o Pai Natal não existia! E mesmo assim eu não acreditei logo!

Candy disse...

eu nao me lembro de como descobri. mas sei qeu acreditei ate uma idadezita bem jeitosa. devia ter uns nove anitos. mas nao me lembro se fiquei triste ou nao :)


é linda a magia de acreditarmos no pai natal :)

adoro esta fase somente por causa das crianças. é tao bom sonhar :)

Hugo Moreira disse...

Quanto a isso, não sei como descobri que ele não existia, mas só sei que este ano vou ser o Pai Natal do Vasquinho :D