Natal

27/12/2010

O presépio da avó


O tronco de Natal (feito por mim)

Música pelas mãos do Mano 

Os sapatos, debaixo da árvore, prontos a receber os presentes


Este foi um Natal diferente do habitual.
O meu avô foi internado e passou o Natal no hospital e, obviamente, passamos parte dos dias com ele. E no dia 24 alguns de nós estiveram com ele até as 22h enquanto outros ficaram em casa a preparar as coisas para a Ceia. Com tudo isto o começamos a "jantar" à meia-noite. Com o internamento do meu avô, a Ceia de Natal parecia não ter sentido até porque o Natal é sempre passado em casa dos avós. No entanto, correu melhor do que esperavamos. Não foi tão animado como nos anos anteriores mas ainda deu para cantar um pouquinho enquanto o meu irmão tocava guitarra. 
Quando chegamos a casa fomos pôr os sapatos debaixo da árvore. Cá em casa abrimos as prendas dia 25 de manhã. E até à madrugada de 24 para 25 não há prendas debaixo da árvore. O "Pai Natal" passa durante a noite e deixa as prendas nos sapatinhos. Em nossa casa sempre foi assim. E para nenhum de nós faria sentido se não fosse assim. Nunca sabemos o que vai ser oferecido e a quem. Deitamo-nos ansiosos (principalmente eu e o mano) e acordamos ainda mais ansiosos para abrir as prendas. E a sala torna-se uma feira de caixas, caixinhas, papeis, sacos, fitas...e sorrisos. :) E depois é hora de tomar o pequeno-almoço, ir à missa, almoçar em casa da avó, visitar os outros avós, estar com os tios e primos...

4 comentários:

Kitty * disse...

Foi um bom natal Bunyssa :)

TILIDA5EVER disse...

Tem lá no meu blogue um sorteio,basta visitares o blogue e fazeres os comentários que quiseres...Às 15H publico todos os comentários e o comentário 100 será o vencedor!Envio ainda hoje o presente basta para tal às 15H verem a vencedora e esta enviar,para o meu mail,os dados completos para eu o enviar pelos CTT
Boa sorte!

Vera disse...

Eu acredito que o Natal só pode ser perfeito se efectivamente estivermos todos bem de saúde (ou pelo menos dentro do possível!). Mas também é verdade, que eu acho que o Natal é um verdadeiro carregador de baterias e de coisas boas e mesmo quando nos pregam partidas, como te aconteceu, há que fazer um esforço para ser o melhor, dentro do possível! :)

Por isso, ainda bem que o teu Natal acabou por ser, na mesma, cheio de sorrisos!

Um beijinho* (E desejos de melhoras para o teu avô)

Pintas disse...

as melhoras para o teu avô!!!!
beijinho muito grande!!!!