Geração rasca?

07/01/2011


É costume ouvir-se a expressão “geração rasca” para designar os jovens de hoje em dia.
E também se ouve frequentemente que “destes jovens pouco ou nada se espera já”.
Pois bem, eu tenho a dizer que esperava mais dos pais de hoje. Não posso generalizar, porque aí estaria a ser abusiva mas de facto há algumas figuras parentais que são de tal forma ausentes, que depois isso acaba por se reflectir nos comportamentos que os filhos apresentam no dia-a-dia.
Sem dúvida que cada criança é o espelho do núcleo familiar onde está inserida. Cada vez mais tenho noção disso. E se alguns miúdos hoje em dia são como são, isso é o reflexo de muitas mudanças que as famílias foram sofrendo ao longo do tempo. O que se passa em casa é reproduzido fora. Afinal de contas se os miúdos hoje não são como os miúdos de há 15/20 atrás, porque será?
Será que eu devia de ficar admirada quando ouço uma criança de 10 anos a dizer palavrões que eu com 24 nem sequer digo? Não, não fico admirada. Porque em casa ele ouve isto e muito, mais todos os dias. 

Educar é uma das tarefas mais complicadas que cada um tem na sua vida. Não é fácil, os tempos são diferentes, há muitas tentações, o tempo não é muito porque a vida profissional rouba tempo, disposição, energia. Mas filhos são filhos. Há que ter tempo para eles. E o tempo deve ser usufruído com qualidade para se saber aproveitar o pouco tempo que se tem disponível, caso seja esse o caso.
Afinal eles são o futuro.

4 comentários:

Nokas disse...

As crianças passam demasiado tempo sozinhas, sem a atenção dos pais...

Ana disse...

Olá!
Concordo contigo, há pais muito mal educados e que chegam a faltar ao respeito aos outros mesmo em frente aos filhos.
Em relação a esta nova geração admito que não conheço muitos miúdos dessas idades, mas não acho que sejam assim tão maus.
Beijinhos

Bunyssa* disse...

É fácil culpar as crianças. Porque dizem asneiras, batem, suicidam-se, drogam-se, fumam desde muito novos, fogem para ir ter com "amigos" da internet! Ainda ontem falava disso com os meus pais. Tudo isto depende (salvo rara excepções) da educação que têm. Eu sempre falei com pessoas na internet e nunca fugi para ir ter com ngm. Digo asneiras agora, mas quando era miúda não as dizia! As coisas tem de ser contextualizadas.
Sem dúvida que os pais é que precisam de estar um pouco mais atentos aos filhos. Alguns nem competência tem para os cuidar minimamente quanto mais para os educar...


[Um à parte:
Geração rasca é um termo que foi usado pela primeira vez nos anos 90 para designar os jovens daquela época, que agora tem uns 35 anos. Não é um termo que se para designar os de agora. Actualmente são referidos mais frequentemente como Geração Rebelde.]

Maggy disse...

concordo plenamente... mas também há pais muito presentes que não sabem como lidar com os filhos e acabam por dizer e fazer o que não deviam, isso só leva ao afastamento dos próprios filhos... conheço muitos casos assim