Laços.

27/01/2012


Vieram novamente a público notícias de pessoas idosas que foram encontradas mortas em casa, sozinhas. E aparentemente já o estariam há muito tempo. E com isto vem novamente ao de cima a questão da solidão na terceira idade. Somos cada vez mais um país envelhecido e com tendência para assim continuar. Os apoios sociais não chegam a todos os idosos, nem nada que se pareça. E numa altura de retenção de investimento, pior ainda. Não se investe na educação dos mais novos, não se investe em infra estruturas capazes de dar um final de vida digno a todos os idosos.
Um dia vamos ser nós. Um dia os nossos filhos e netos poderão não nos ligar nenhuma. Um dia poderemos estar sozinhos neste mundo, a nossa cara metade poderá já não estar ao nosso lado. Claro que o cenário pode ser bem diferente, esperemos que sim, mas nunca se sabe o que nos reserva o futuro.
Os laços hoje existem. E amanhã?

4 comentários:

Maggie disse...

Estas noticias do idosos acabarem por morrer sozinhos em casa são assustadoras.

Maggie

Tanita disse...

Fiquei chocadissima com esta noticia, como é possivel uma coisa destas acontecer? dá que pensar. Bj**

Vera disse...

Eu não tenho medo disso Nokas.

É verdade que a vida actual caminha para uma separação. Há os filhos que constroem as suas vidas em cidades longe dos pais, há o isolamento que o nosso atarefado dia à dia nos leva, há inúmeros factores que nos levam a estar mais longe. Mas há muitos outros que nos levam a estar mais perto. Mais meios de comunicação, mais facilidade a chegar ao sítios, mais contacto.

Eu não me imagino a viver longe dos meus pais e a não ligar todos os dias. E não acho que isso me vá acontecer a mim. Parte daquilo que damos aos outros aquilo que um dia possamos receber.

E quando eu leio estas histórias, apesar de tudo, não deixo de contemplar outros cenários. Será que aquela pessoa afastou, por um qualquer motivo, todas as pessoas à sua volta? Será que nunca deu um olá ao vizinho e o convidou a vir tomar um chá? Será... Não estou com isto a dizer que a pessoa deva morrer assim, sozinha, sem ninguém dar conta. Só estou a explicar que isto não é tão linear quanto isso.

Os laços existem hoje e existiram sempre que os criarmos. Só depende de nós!

Sofia disse...

Concordo com as tuas palavras. Acho que todos devíamos de cuidar dos idosos, muitos deles também nos ajudaram a crescer. Devíamos retribuir todo o amor que nos deram.