"The Help" ou "As Serviçais"

20/02/2012



"The Help" ou "As Serviçais"

Lançamento: 2011
Género: Drama
Actores: Emma Stone; Octavia Spencer; Sissy Spacek; Viola Davis
Realização: Tate Taylor

"Três mulheres extraordinárias e muito diferentes no Mississippi durante os anos 60, que construíram uma improvável amizade em torno de um projecto secreto que quebra todas as regra sociais e as coloca a todas em risco. Desta inesperada aliança, emerge uma admirável irmandade, incutindo-lhes uma coragem para transcenderem os próprios limites, e a consciencialização de que às vezes esses limites existem para serem ultrapassados – mesmo que isso signifique que todos na cidade tenham de confrontar-se com os tempos de mudança."




É um filme "pesadote" na sua maneira de abordar as situações reais que são apresentadas sem quaisquer tipos de escamuteações.  Gostei muito do filme porque é daqueles que nos faz ficar a pensar sobre muitos assuntos (do passado e do presente) - o racismo, o preconceito, o medo, o respeito, a violência, os abusos, a desconfiança...
As dificuldades que os negros viveram na América no século passado sempre foram conhecidas mas “The Help” mostra-nos a parte concreta e rotineira dessas dificuldades. E é exactamente por isso que nos toca, porque estas são histórias de pessoas, vidas, relações humanas no seu dia-a-dia. Podemos encarar o filme como uma história de coragem e de uma luta pela dignidade que marcou os anos 60 dos negros na América.

The Help teve boa critica e tornou-se um grande sucesso, estando nomeado para os Óscares deste ano. Em Janeiro o elenco recebeu o Screen Actors Guild Awards de Melhor Elenco em cinema.


Inevitavelmente, fez-me pensar e comparar com todas as histórias que ouvi e ouço dos meus avós, pai e tios relativamente aos empregados negros que tinham em Angola, por quem tinham uma enorme estima e muito respeito e amizade, extemamente notório na forma como falam deles, ainda com saudades. E por isso mesmo, todos queriam trabalhar para eles, por saberem que ao contrário do que acontecia na maioria dos casos, naquela casa iriam ser tratados com respeito e dignidade. Mas também tenho noção que aquela casa e aqueles patrões eram uma excepção à regra e ouvi muitas histórias chocantes que se passavam por lá contadas também por eles...



1 comentário:

Carolina Noite disse...

Este é um filme que eu vou ver, sem dúvida!!! :)

Creio que vou me divertir por este blog, por isso já estou a seguir! :)

Beijinhos e até breve. Visitem-me também!!!
http://paletadefantasias.blogspot.com/