Os olhares de dois portugueses em Praga #1

23/08/2012




Tal como prometido, aqui ficam algumas das curiosidades sobre Praga. Quem quiser dar lá um saltinho, no futuro, penso que poderão ser informações importantes.



Orientámo-nos em Praga sem qualquer dificuldade. O facto de termos comprado antecipadamente o guia American Express sobre Praga foi sem dúvida uma mais-valia. Andou sempre connosco. Podem ser caros, mas estes guias são uma espécie de “bússola” para quem viaja: qualquer dúvida é consultar os mapas e as indicações sobre como chegar até determinado sítio. Além disso, na cidade há uma grande rede de transportes que chega aos pontos principais da cidade. E nada melhor do que comprar um bilhete combinado que pode ser usado em todos os transportes. Nós compramos e compensou e muito: andamos de funicular, metro, autocarro e elétrico sempre com o mesmo bilhete. 
 
Podemos “dividir” Praga em cinco grandes zonas: a Cidade Velha, o Bairro Judaico, o Castelo de Praga e Hradcany, o Bairro Pequeno e a Cidade Nova. E visitámos todas estas zonas, cada uma com coisas bem interessantes. O nosso hotel localiza-se na zona da Cidade Nova e foi uma ótima escolha. O elétrico passava mesmo na rua ao lado, o metro estava a poucos metros, o serviço foi muito bom e o quarto era bem grande. Portanto, quem estiver a pensar visitar Praga, pode ficar com esta indicação: Hotel Galileo

Surpreendentemente estávamos à espera que Praga fosse uma cidade mais cara. Os preços praticados equivalem-se aos de cá: claro que há restaurantes mais caros e outros mais baratos comparativamente aos portugueses. Há de tudo. Mas de facto não encontrámos nada que fosse extraordinariamente caro. Compramos os “souvenirs” para a família, tendo gasto menos dinheiro do que inicialmente pensámos. Os mercados de rua são um belo sítio para comprar as lembranças e mesmo para comprar fruta e legumes. Em Havelská Trznice compramos imensos morangos e amoras que fizeram as nossas delícias. 

Na República Checa a moeda usada não é o Euro, mas sim as coroas checas. Facilmente se consegue lidar com as moedas e notas deles (uma coroa checa equivale a 4 cêntimos). Uma das técnicas usadas por nós foi fazer uma tabela (na última página do nosso guia) com as equivalências entre euros e coroas checas. Assim não tínhamos de fazer contas mentalmente sempre que queríamos comprar algo. 
Chamo a atenção para o facto de muitas vezes, os comerciantes enganarem-se “facilmente” nos trocos: em três situações percebemos que nos deram menos troco do que o devido. E ao reclamarmos, nem hesitaram em repor o dinheiro em falta no troco, o que nos levou a pensar que talvez fosse propositado. E em todas as situações foi sempre o mesmo: no meio de várias moedas, em vez de nos darem uma moeda de 50 Kc, davam uma de 10 Kc. Éramos estrangeiros a visitar Praga e supostamente não estávamos habituados às coroas checas.Fica aqui a dica de que convém estarem atentos aos trocos.

  

Não ficámos fãs da comida tradicional checa e o goulash não nos conquistou. Mas quase todos os restaurantes têm pratos de comida italiana. Aliás há imensos restaurantes dedicados apenas a este tipo de comida. E os outros, mesmo não tendo o rótulo de restaurante italiano, têm geralmente na lista uma grande variedade de opções de massas e pizzas. Pode-se encontrar restaurantes giríssimos, alguns flutuantes no rio, outros com grandes esplanadas na praça Venceslau ou junto ao Relógio Astronómico.  

E quem gosta de gelados vai adorar Praga. Havia imensas bancas com gelados, muito, muito, muito bons, com todos os sabores e mais algum. E mais uma vez fomos surpreendidos pelo preço: um dos locais onde comemos vendiam cada bola a 20 Kc, o que equivale a 80 cêntimos. Não fossem as dores de garganta dos três primeiros dias em que lá estive e tinha-me afundado (ainda mais) nos gelados :)

 
Um pormenor interessante sobre a vida dos checos é que basicamente eles casam à segunda, à terça, à quarta, à quinta, à sexta, basicamente eles casam todos os dias da semana. Encontrámos noivos vestidos a rigor todos os dias, a passearam por vários pontos da cidade. Chegam de limousine com os familiares mais próximos, noivo e noiva já juntos, entram numa espécie de conservatória junto à Torre da Cidade Velha, casam, tiram fotos cá fora junto aos imensos turistas e depois vão passear por Praga. Não em parece que lá haja as festanças em quintas como aqui. O que importa é que tanto os casais checos, como os casais portugueses, apresentam neste dia grandes sorrisos! Isso sim é comum :)


 
E como não podia deixar de ser, também na ponte Carlos, a principal ponte de Praga, a moda dos “aloquetes do amor” já chegou :)
E as últimas dicas sobre Praga ficarão para um próximo post :)

7 comentários:

Seni disse...

Bom report, ficam as dicas Praga está na minha lista.

Pec disse...

Muito útil! Estive para ir a Praga há uns anos mas acabámos por adiar o "desvio"... Fico à espera do próximo post!

S* disse...

Acho que até eu me apaixonei... é chato é que a comida não vos tenha satisfeito. :)

AngieM disse...

Oh obrigada, adorei o post. É uma cidade que quero muito conhecer e adorei o que vi :)

Clementine disse...

Adorei as fotos e a descrição :) *

Pimpinela disse...

Adorei este post!! :D Fiquei com vontade de ir conhecer Praga! :)
Parabéns!

Ângela Almeida disse...

Praga era uma ciade que adorava visitar ...
Vou registar as tuas dicas :)
Kiss