Ter ou não ter filhos?

20/03/2013

Hoje ao despedir.me do meu namorado, dizia-lhe que daqui a 5 anos estaremos a comemorar o primeiro dia do pai dele. Ele quase que panicou. Começou a fazer contas e panicou ainda mais. Eu, que estava claramente a goza-lo, fiquei a pensar nisto.
De tarde, já tinha estado a conversar com a Klau sobre esta cena dos filhos, perguntei-lhe se se via com putos daqui a 5 anos! Claro que não se via, nem ela nem eu!
Cheguei a casa, msg da Buny a dizer que viu mais uma colega nossa de faculdade casada e lá fui eu falar com ela sobre esta cena dos próximos 5 anos e da probabilidade de estarmos TODAS a pensar em filhos [MEDO].
5 anos é muito tempo, mas passam a voar. Eu só namoro há 5 anos e no entanto o inicio foi há uma eternidade. Mas também acredito que o que eu posso achar hoje, não vai ser o que vou pensar amanhã e muito provavelmente a minha vida vai mudar muitooooo. Mas esta cena de ter filhos é algo que me deixa inquieta.
Não é bem não querer, é mais não imaginar-me. É não encaixar bebés nos meus planos. Mas depois quando penso racionalmente na coisa já sei que isto não se pode adiar eternamente, uns 6, 7 anos e vamos estar no limite, para o caso de querer ter 2 filhos (não é o caso). E é isto que me inquieta, o tempo.

O tempo que quero viver sem pensar nisto das crianças.
Mas curiosamente quando partilho esta minha pouca vontade (nenhuma para ser sincera) em ter bebés, TODA a gente acha inacreditável! Ou porque sou louca pelo meu afilhado ou porque toda eu sou ingenuidade e mundo cor-de-rosa,  amor maior e era suposto querer muito ter uns 3 ou 4 filhos e fazer disto o meu projeto de vida. Pois, claro. Aos 27 anos! Não é que condene quem o faça. Cada um sabe de si. Eu é que tenho uma postura (ainda) muito egoísta na vida e por isso acho que não estou de todo preparada para planear isto, nem a longo longo longo prazo.
E confesso que fico um bocadinho mais calma quando olho para o lado e percebo que também ele partilha da minha opinião. Zero pressões.
Tal como li outro dia A pipoca a dizer, eu também acho que um filho é só mais uma fase, vai ser o mais importante de tudo, mas não tem de ser TUDO e quero muito que a minha felicidade não dependa só de ter um filho. Se estiver como hoje, acho que será fácil. Mas como disse, tudo isto pode mudar.

Entretanto vou até ali treinar com meu afilhado e tentar esquecer que daqui a 3 anos sou uma trintona ;( bahhhhhh





E vocês? Com 27 anos querem muito ter bebés e acham-me uma ave rara= ;)?

21 comentários:

Rita disse...

Eu vou para os 23 e quero muito ter filhos :p Mas esse cenário está muito longe do meu horizonte ainda...

rm disse...

Eu estou apenas nos 24 e antes dos trinta já quero estar despachada! Aliás, sempre fui muito maternal, provavelmente por ter três irmão mais novos, e ter filhos faz certamente parte dos meus planos. Só falta encontrar o pai ahah :p

Um beijinho

_+*Ælitis in Angola*+_ disse...

Não tenho 27 anos (ja só faltam 6 meses e meio, haha), mas compreendo o teu discurso. Eu não quero ter filhos, e é normal ouvir o discurso "que parvoice!" "isso ja te passa!" como se fosse uma decisao recente, repentina ou que tivesse surgido por efeito de moda.
Faz o que queres, faz o que o teu casal quiser fazer. Podes, de repente, querer ter um filho no final deste ano, e será uma decisão vossa. Não te deixes pressionar positiva ou negativamente por ninguém a nao ser tu própria.

Beijinhos!

Katty disse...

Eu sei que quero ter filhos agora o quando é que não sei. por isso vou vivendo.

Sofia disse...

Eu tenho 31 anos (quase nos 32) e sempre tive a certeza que vou ser mãe.
Seja biológica ou adoptiva! :)

No momento que estou a viver, o adoptiva é a hipótese mais provável.

Vera disse...

Eu vivo no limbo. Pelo T. "era já agora". Eu não sei. Há dias em que acho que faria todo o sentido pensar nisso nos próximos tempos, outras acho que é sempre cedo de mais. Se eu poder, o meu número ideal são 3. Gosto de famílias grandes, de muita gente a falar, de confusão, da alegria que isso é. Mas também gosto de pegar numa mochila e conhecer o mundo, fazer o que me apetece, quando me/nos apetece. E penso muitas vezes que adoro crianças mas... na casa dos outros. Adoro estar com os meus primos, dar-lhes atenção, levá-los a passear mas depois, quando chega ao fim, posso ter "o meu tempo". Por outro lado... não quero ser uma "mãe avó". Quero dar o muito do meu tempo de vida aos meus filhos e isso é incompatível com o "deixar para amanhã". Eu também acho que os filhos são uma fase, mas acho que não devem (aliás, não podem!), bloquear-nos de fazer todo o resto que queremos (afinal, para que servem os avós?). :)

Ahhh... pergunta difícil!

LPais disse...

Eu quero muito ter filhos mas não agora. Tenho 26 e apesar de existirem horas que acho uma ternura ter filhos , não me sinto preparada. Nem eu, nem a minha condição na vida neste momento o permitem.
Mesmo estando casada e passar muito tempo com ele, ainda tenho muita necessidade de namorar e aproveitar a vida de uma forma descompromissada, queremos fazer muitas viagens de mochilas Às costas, queremos não ter travões às nossas vontades. Antes de casar pensava "antes dos 30" mas agora penso "apenas quando for a hora", sem prazo de "validade". :) A vontade e a necessidade hão-de surgir e aí logo se vê. Enquanto isso, aproveitamos a vida a dois!

ML disse...

Tenho 33 anos fresquinhos, feitos a semana passada. Engravidei e tive o puto aos 32.

Aos 27 nem imaginava tal cenário. Sabia que queria ser mãe mas era algo que me parecia muito longínquo.

O puto tem agora 4 meses e acho que apareceu nas nossas vidas na altura certa. Sem pressões. Sem medos.

Jo disse...

Quero ser mãe um dia, sim... mas ainda só tenho 23 anos, sou demasiado nova para tal. Sinto-me demasiado nova para tal, melhor dizendo. Pelo namorado - que tem mais 7 anos - era já, em termos teóricos, claro, que a situação económica actual não nos permitiria mesmo que quisessemos muito... E portanto é isto. Logo se vê ;)

Anónimo disse...

Tenho 38 anos :) e 2 filhas. Aos 27 não, não pensava em filhos. Sabia que queria ter mas não antes dos 30. Aos 32 achei que era altura de começar a tentar, porque se queremos ter filhos na realidade nunca estamos preparadas e nunca é a altura certa. Mas um dia tem que se dar o salto no escuro. Foi numa boa altura porque não fico triste pelo cinema que não vejo, pelas viagens que pouco faço (vivi mt disso antes e viverei novamente quando elas crescerem mais um pouco). Também tudo o que recebi em "troca" de ser mãe é uma viagem altamente gratificante e que me compensa largamente os livros, filmes e afins "adiados". :) T.

Su disse...

Faltam duas semana para fazer 31. Para mim, a questão dos filhos está muito bem resolvida: não quero.
Há 10 anos, quando dizia isto, também todos olhavam para mim ou de lado ou com um ar condescendente de quem "tu depois mudas de ideias". Hoje e com o percurso de vida que tenho, já ninguém comenta.

CoriscaRuim disse...

Olha, tenho quase 36, zero filhos e não faço a mais pálida ideia se vou tê-los ou não. Jamais quis filhos, de momento acho certa piada, mas não arrisco...
Atendendo ao relógio biológico, não vou para nova. Mas não me chateia nada.
Se aos 27 eu queria ser mãe? Credo!!! Era coisa para me deixar em choque!

L* disse...

Este ano faço 26 anos e sei que quero ter filhos, de preferência antes dos 30...mas não sei se irá acontecer assim! Eu ainda não tenho carreira e não quero ter filhos antes de ter alguma estabilidade económica (coisa muito complicada nos dias de hoje)! Apesar de ter vários amigos e colegas com filhos, alguns até já mais de 3 anos, neste momento não me imagino a ter filhos, não!
**

L* disse...

Este ano faço 26 anos e sei que quero ter filhos, de preferência antes dos 30...mas não sei se irá acontecer assim! Eu ainda não tenho carreira e não quero ter filhos antes de ter alguma estabilidade económica (coisa muito complicada nos dias de hoje)! Apesar de ter vários amigos e colegas com filhos, alguns até já mais de 3 anos, neste momento não me imagino a ter filhos, não!
**

Lila* disse...

Eu não acho que seja um disparate não querer um filho. Muito menos nos dias de hoje. Também sei, e sei por experiência própria, que ter um bebé é o melhor da vida e que todo este amor, compensa tudo. O meu afilhado não é meu filho, e apesar de TODA a gente dizer que não é a mesma coisa, para mim é. Tudo o que sinto por ele e tudo o que ele me dá, é o melhor da minha vida. Mas mesmo sabendo tudo isto, acho que posso sempre não querer ter um filho e encontrar vários “melhores” da vida em outras coisas.

A verdade é que também eu me vejo/sinto como uma miúda, que quer muito namorar, fazer compras, viajar, jantar com as músicas e dançar até de madrugada. Também é verdade que quando tiver um filho poderei continuar a fazer tudo o que aqui citei, mas nunca será igual.
E não é só esta perda de liberdade que me assusta, é ter de partilhar-me e partilhar o meu namorado, no fundo abrir o nosso amor e olhar mais além. Como escrevi no post, deixar de ser egoísta. Ou talvez simplesmente crescer.

Não sei que diga disse...

Pois então eu sou a ave rara aqui do sitio. Pois eu sempre quis ser mãe muito nova, sempre! Casei muito cedo (por opção)e aos 22 anos fui mãe e ADORO, adoro andar com o meu filho (quase a fazer 16)na rua, muito maior que eu, enche-me de orgulho. 10 anos depois de ter o meu 1º filho tive o meu 2º (quase a fazer 6)aos 32 anos e digo-vos que a 2ª gravidez nada teve A VER COM A 2ª, a diferença de idade notou-se bastante. Portanto, costuma-se dizer que cada um é para aquilo que nasce, eu adoro ser mãe.

Gelatina de morango disse...

Eu tenho 26 e quero ter filhos. Ultimamente penso muito nisso mas ainda quero fazer tanta coisa antes disso! É que ainda por cima eu e o meu namorado vivemos longe da nossa família portanto a ajuda vai ser muito pouca (o que me assusta um bocado asim para o grande).
Mas acho perfeitamente compreensível tudo isso que tu sentes, muitas vezes também sinto o mesmo.

Lenita disse...

Olha só quantos comentários, eu que só vinha agradecer e...
Fazes muito bem não querer ter filhos j+a, já!
Nem podes imaginar como tudo muda... tem coisas fantásticas sem duvida, e tem o outro lado também, aquele em que se anda permanentemente com o coração fora do peito, a cabeça cheia de preocupações... a vida passa ser em função deles, dos horários deles, das refeições deles, das doenças deles...
Minha linda aproveita muito, brinca muito, passeia muito, viaja tudo o que puderes, goza e só depois então, se te apetecer, tem um filho ou dois... até aos 38 tens ainda muito tempo, lol!
Bjs

Anne Crystal disse...

Eu tenho 22 e sempre gostei muito de organizar a minha vidinha no futuro. Namoro há 1 ano e pouco (a história é complicada, é quase como se namorássemos há 7 anos!) e por isso se tivessemos possibilidade financeira neste momento casaríamos já, porque ambos queremos muito! Infelizmente eu ainda estou a terminar o mestrado. Devo dizer que por vezes ponho-me a pensar e o meu objectivo de vida a dois neste momento é realizar dinheiro para construir a nossa casa e casarmos! Depois disto não imagino nada, não tenho nada "definido" de como gostava que fosse a minha vida.
No entanto, tendo em conta que só este ano começarei a trabalhar (se tudo correr bem!), imagino-me a casar daqui a 2 ou 3 anos (se for daqui a 3 terei 26) e depois uns 3 ou 4 aninhos de casada a aproveitar o marido... só depois filho(s). Ou seja, na minha perspectiva actual, filhos só aos 30. Isto não quer dizer (e tenho plena noção disso) que daqui a 2 ou 3 anos não me dê uma coisinha na cabeça e queira ter logo filhos... Nunca sabemos o que vamos pensar amanhã!
Mas realmente sou como tu. Não é o não querer ter filhos, simplesmente não me imagino com eles, pelo menos num futuro tão próximo.

Lila* disse...

Bem, obrigada a todas vocês que partilharam as vossas opiniões!
é um tema que gera em nós mulheres sentimentos tão distintos e acredito que com o nosso crescimento, o que sentimos hoje, não seja igual ao que vamos sentir amanhã!

E acho que ficou aqui bem expresso que um filho muda a nossa vida toda. Por isso também ter um filho é ter um amor maior para toda a vida.
Se um dia eu tiver um, será igual!

Mas confesso-vos que admiro todas as que, sendo mais novas do que eu, já querem ter filhos! Acredito que muitas dessas pessoas nasceram para serem mães e pessoas felizes. Eu acho que, por enquanto, nasci para ser pessoa feliz =)

Inês M. disse...

Eu tenho 22 e como adoro crianças penso imenso em ter filhos, mas sei que não os quero antes dos 30 porque tenho toda uma vida pela frente que quero aproveitar ao máximo. Mas a verdade é que não se prevê o futuro e não acho que seja algo que se pode planear...
Talvez um dia sintas que chegou a altura ;)