Amor maior: afilhados*

10/07/2013





O meu afilhado. O meu segundo afilhado. Não há amor maior. Dizem que quando tiver filho, que vai ser diferente. Não acredito. É um amor tão desmesurado, que o sorriso dele, é capaz de transformar o pior dia no melhor. Quando estou com ele, a felicidade está sempre presente. É um amor maior, que cresce enquanto ele cresce. E o tempo voa. Voa tanto. Esta semana já é finalista na pré. Daqui a dois meses irá enfrentar o primeiro dia de aulas e eu confesso que estou ansiosa por ir com ele às compras e escolher a mochila, as canetas, os lápis, os cadernos! Que bom que vai ser vê-lo a aprender a ler e a escrever!
Mas antes de tudo isto vamos receber o irmão dele. E eu não podia estar mais feliz por ser novamente madrinha. Se não fosse, o amor seria igual, mas desta vez o convite de padrinho estendeu-se até meu namorado. E para nós, é um compromisso para a vida toda.

E as roupinhas para ele? É tudo um amor. E é fascinante ver e sentir os pontapés dele na barriga na minha mana. E ver o amor e carinho do meu afilhado a crescer pelo mano. Falta um mês, mas eu acho que vai nascer em Julho. Julho começou perfeito demais, com a melhor notícia possível para mim e eu sinto que vai acabar ainda melhor. E estou ansiosa por ter um bebé nos braços novamente =)

3 comentários:

nobady's listen disse...

o que lindo ... ter afilhados é excelente ... é um amor grande e maravilhoso ... infelizmente não tenho :( mas adorava :)

Mamã de Peep-Toe disse...

Tão querido!!

Vera disse...

Eu adoro roupas de bebés. Há coisa tão fofas! :) E o ursinho, já ofereci uns 2, em complementos de prendas e são perfeitos. A M. adorava o dela, não sei se por ser pequenino, se pela cor do coração...