Não posso deixar de me indignar...

04/08/2010




Não posso deixar de me indignar com este país. Mas afinal o nosso curso é o quê? Aprendemos a trabalhar com pessoas e a fazer estágios por internet? Ainda se tivesses muitas ofertas...
É rídiculo e apetece-me fazer uma manifestação contra o país, os responsáveis e todo o conjunto de burros que desvalorizam a área social, o nosso curso e os profissionais que tiraram uma licenciatura em 5 anos.

7 comentários:

Periquito disse...

realmente não faz sentido não. eu sou contra o uso desmesurado de e-learning. É preciso adequar bem os moldes para o seu uso.

Olhos Dourados disse...

Estamos cada vez pior!

Vera disse...

Eu estive a dar uma vista de olhos no site do Piaget e não encontrei referencia a esse curso. Talvez falhe qualquer coisita nessa notícia.

Nokas* disse...

Acima de tudo acho que é o descrédito pelo curso e por quem o tirou. Quando acho que já não há noticias que me possam surpreender mais(pela negativa), eis que me engano e lá aparece de vez em quando estas bombas.

Lila* disse...

É do piaget de macedo de cavaleiros!

Pintas disse...

infelizmente neste país já acredito em tudo.....também descobri que andei 4 anos a estudar, com estágio, projecto de intervenção-investigação, monografia final de curso, para agora, pessoas com o 12º ano e com o CAP estarem a dar aulas em escolas públicas....Como possível?????

Bruno Luis Rodrigues disse...

Boa tarde Vera.

1. Dia 19 de Julho tive conhecimento da notícia através de uma rádio local.
A mesma pode ser lida em: http://www.brigantia.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=4155&Itemid=43

2. Demonstrei total indignação no meu blogue. Enviei mails e desabafei com colegas (também não queriam acreditar).

3. O artigo em causa sustenta-se nas declarações da Presidente da Instituição que afirma categoricamente a "possibilidade de e-learning, ou seja, ensino à distância." Estou a citar.

4. Recebi mails de docentes e técnicos da área social que me demonstraram a sua incredulidade.

5. Consultei o site da Instituição e, tal como tu (se me permites) não encontrei qualquer informação. Não estranhei dado que o ano lectivo 2010/2011 só começa em Setembro/Outubro.

6. Achei por bem pedir informações adicionais à Instituição. Fi-lo para o endereço oficial que já usei em outras ocasiões, e SEMPRE ME RESPONDERAM. Nesta situação, já passaram 15 dias e continuo sem receber qualquer dado adicional. Suspeito que tenham colocado o "carro à frente dos bois".

7. Estamos na 1.ª semana de Agosto e saiu o jornal mensal daquela cidade que publica um novo artigo. É a mesma informação. São as mesmas palavras da Directora. Até à data não li ou ouvi qualquer desmentido por parte da senhora.

Concluindo, não está em causa a veracidade do(s) artigo(s).