;(

27/11/2010

Faz hoje 4 anos que eu vi a minha avó a morrer e o mais incrivel é que eu continuo a falar com ela, como se ainda estivesse ao meu lado. E ás vezes acho que todas as coisas boas da minha vida foram-me dadas graças a ela. Um dia, tenho a certeza que vou falar muito dela aos meus filhos. Há pessoas que nunca vão sair da nossa vida. Ela é uma delas*

12 comentários:

Sofia disse...

Em sintonia:) Sinto o mesmo pela minha avó e tenho tantas saudades...
Bom fim-de-semana

Sophie Ribas disse...

Oh querida :$ FORÇA !
Perdi o meu pai em agosto e acredita que choro muito :(

*B* disse...

Partilho esse sentimento. A minha Avó só morrerá mesmo quanto eu a esquecer, ou seja: jamais!



Força, Lila*!

Mary Jane disse...

Gosto muito de todo o sentimento que há neste post :)

Social Work disse...

Pssaram 16 anos, parece que foi ontem. Gostaria que ela tivesse cá estado, gostaria que tivesse conhecido a minha filha, gostaria simplesmente que tivesse permanecido na minha vida só mais um bocadinho. Saudades muitas saudades...


Força Lila

Gelatina de morango disse...

Fazes muito bem em querer falar muito dela aos teus filhos =). Beijinho e força*

Girl in the Clouds disse...

Isso é verdade, as pessoas permanecem ao pé de nós!!

Roxanne disse...

ainda be, qie ficam as boas memorias!

Bailarina disse...

Penso da mesma forma do que tu!! Perdi o meu avô (que vivia comigo), à dois anos e todos os dias me lembro dele...

Anónimo disse...

Já cá não está a minha amiga do coração, a minha preta que me ouvia com atenção a quem eu escutava coom o coração. A minha Preta com quem eu partilhava a vida... E também eu falo tantas vezes com ela, é de certezinha graçlas a ela que vou conseguindo transpor certas dificuldades...Um abraço daqui até ao céu Maggie! Rita Pereira

Ana, Dona do Café disse...

Há quem nunca saia do nosso coração e quem esteja sempre ao nosso lado...
Acontece-me a mesma coisa com o meu avô, acho que sempre sentirei o seu abraço e a motivação toda que me fazia acreditar que eu podia conquistar tudo - sinto demasiado a falta dele para o conseguir algum dia esquecer dos meus pensamentos.
Um beijo

Pintas disse...

entendo-te perfeitamente!!! sinto o mesmo pela minha avó e pela minha madrinha :(
mas sei que um dia nos vamos encontrar de novo....

beijinhos